Biblioteca do Vaticano: professores de cinema se reúnem no Salão Sistina

  • Home
  • -
  • Notícias
  • -
  • Biblioteca do Vaticano: professores de cinema se reúnem no Salão Sistina
Biblioteca do Vaticano: professores de cinema se reúnem no Salão Sistina
Fonte: VATICANO

Biblioteca do Vaticano: professores de cinema se reúnem no Salão Sistina

A reunião semestral da Consulta Universitária do Cinema começa em 15 de janeiro no coração da Biblioteca do Vaticano. Entre os tópicos, a relação entre o mundo acadêmico e a publicação audiovisual, a inteligência artificial no cinema e o ensino da linguagem audiovisual nas escolas. Bibliotecário Zani: os afrescos da sala são o "cinema" do Renascimento, "é importante falar aqui sobre as novas imagens que comunicam valores".

Alessandro Di Bussolo – Vatican News

Mais de 130 professores universitários italianos de cinema, fotografia, televisão e mídia audiovisual se reunirão nos dias 15 e 16 de janeiro em Roma para a primeira de duas reuniões semestrais da Consulta Universitária do Cinema (Cuc). Eles abrirão a assembleia na manhã do dia 15 no esplêndido ambiente do Salão Sistina da Biblioteca do Vaticano.  Eles discutirão tópicos como a relação entre o mundo acadêmico e a publicação audiovisual, a inteligência artificial em pesquisa, treinamento e produção de filmes e o ensino da linguagem audiovisual nas escolas como um instrumento de cidadania. A relação entre os arquivos audiovisuais e o catolicismo também será discutida, apenas alguns dias antes da audiência do Papa Francisco com a “Fondazione Memorie Audiovisive del Cattolicesimo” (Mac), que protege e aprimora as memórias audiovisuais da Igreja.

Os trabalhos da manhã no Salão Sistina da Biblioteca

O arcebispo Angelo Vincenzo Zani, arquivista e bibliotecário da Santa Igreja Romana, e o monsenhor Dario Edoardo Viganò, Vice-Chanceler das Pontifícias Academias de Ciências e Ciências Sociais e Presidente da Fundação Mac, darão as boas-vindas aos participantes no Salão Sistino da Consulta. Os trabalhos serão introduzidos pelo presidente da Consulta Giacomo Manzoli e continuarão com o discurso de Federico Di Chio, diretor de Marketing Estratégico do Grupo Mediaset, sobre o tema "Pesquisa de mídia: intercâmbios entre universidades e empresas". Em seguida, haverá uma discussão coordenada por Giulia Carluccio, pró-reitora da Universidade de Turim e ex-presidente da CUC.

O dia 15 de janeiro continuará na La Sapienza

Na tarde de 15 de janeiro, a assembleia será transferida para o Departamento de História, Antropologia, Religiões, Artes e Entretenimento da Universidade La Sapienza de Roma, na antiga fábrica de vidro Sciarra, para uma mesa redonda sobre o tema "Inteligência Artificial em pesquisa, treinamento e produção no setor cinematográfico e audiovisual", com a participação de Elisa Giomi, comissária da Agcom - Autorità per le Garanzie nelle Comunicazioni (Autoridade para as Garantias nas Comunicações), e Andrea Appella, especialista em concorrência global e consultor regulatório de tecnologia de mídia. O dia será encerrado com a entrega do Prêmio Kinomata 2023, dedicado a ensaios científicos sobre a presença, o trabalho e a representação das mulheres no cinema e no audiovisual.

Um Conselho com mais de 30 anos e 450 membros

Os trabalhos continuarão na terça-feira, 16 de janeiro, na Sapienza. A abertura do dia será feita pela reitora Antonella Polimeni e pelo diretor do Departamento de Saras, Gaetano Lettieri. Após as intervenções de alguns representantes dos grupos de trabalho do Cuc sobre as áreas estratégicas, será realizada uma mesa redonda sobre o tema "A alfabetização da linguagem audiovisual como instrumento de cidadania", com a participação de Paola Frassinetti, subsecretária do Ministério da Educação e do Mérito, e de alguns membros do grupo de trabalho do Cuc sobre Escola, Alfabetização midiática e Educação midiática. “Queremos relançar a reflexão e a discussão com instituições e empresas sobre questões vitais para a pesquisa e o ensino no campo da mídia audiovisual", enfatiza o presidente do Cuc, Giacomo Manzoli, "para ouvir e dialogar com o mundo fora da Universidade e enfrentar os desafios do trabalho acadêmico com maior consciência". Há mais de trinta anos, a Consulta Universitária do Cinema reúne todos os professores de cinema, fotografia e televisão e atualmente conta com mais de 450 membros, incluindo professores estruturados e jovens acadêmicos, homens e mulheres, em universidades italianas e no exterior.

Zani: a colaboração da Biblioteca com a Mac Foundation

Perguntamos ao arcebispo Vincenzo Zani qual o significado para a Biblioteca do Vaticano de receber no Salão Sistina, construído no final do século XVI pelo Papa Sisto V e templo da cultura humanística cristã, professores especialistas em cinema, fotografia e televisão, e novas expressões culturais. O bibliotecário enfatiza - no vídeo no topo da reportagem - que a Bav "não é apenas um lugar que coleta memórias históricas, mas é uma biblioteca aberta" e o próprio Papa Francisco, quando o nomeou bibliotecário e arquivista em setembro de 2022, disse-lhe: "Vá e abra". Porque, se é preciso preservar suas raízes, também é correto "abrir-se a novas linguagens e novas técnicas que criem a relação entre a história e o presente". Zani explica que o evento foi desejado em colaboração com a “Fondazione Memorie audiovisive”, "criada por vontade do Santo Padre" e que colabora com a Biblioteca e Arquivo do Vaticano. É o início de uma relação de colaboração, com o objetivo de "aprofundar o estudo e a apreciação da linguagem que passa através das imagens".

O Salão Sistina, afrescos como filmes renascentistas

O arcebispo bibliotecário sublinha ainda que o Salão Sistina “pode ser considerado uma prefiguração cinematográfica”, quando os meios de hoje não estavam disponíveis. “Através da pintura e da arte quisemos mostrar a beleza e toda a dimensão histórica”. Por isso é muito importante “acolher aqui uma reflexão que hoje se projeta no futuro e nas linguagens deste tempo”. Zani recorda também as palavras do Papa Bento XVI em 2010, na inauguração do Salão após a reforma e retorno à Biblioteca dos Museus do Vaticano. Disse que, sublinha o arcebispo lombardo, “a Biblioteca Apostólica do Vaticano não é uma biblioteca teológica ou meramente religiosa, mas a biblioteca do humano, de tudo o que se expressa através da antropologia”. Aqui estamos, acrescentou, no berço da cultura humanística, “onde a evolução cresce, avança e até toca os desafios e as linguagens do tempo presente”.

Cinema, uma forma moderna de comunicar valores

“Aqui temos a pintura – conclui Zani – mas depois vieram a fotografia, o cinema e também a inteligência artificial, que é o desafio de hoje que todos temos diante de nós e que devemos enfrentar”. Importa por isso reflectir aqui “sobre a valorização de tudo o que se propõe no mundo através da imagem, através da comunicação da cinematografia que é uma forma moderna de comunicar valores”.

DomSegTerQuaQuiSexSab
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23242526272829
30123456
DomSegTerQuaQuiSexSab
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
DomSegTerQuaQuiSexSab
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293012345
DomSegTerQuaQuiSexSab
293012345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
DomSegTerQuaQuiSexSab
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
1
2
3
4

Livros Recentes