ONU: 617 milhões de crianças e adolescentes não sabem ler e fazer contas básicas

  • Home
  • -
  • Notícias
  • -
  • ONU: 617 milhões de crianças e adolescentes não sabem ler e fazer contas básicas
ONU: 617 milhões de crianças e adolescentes não sabem ler e fazer contas básicas
Fonte: VATICANO

ONU: 617 milhões de crianças e adolescentes não sabem ler e fazer contas básicas

Neste Dia Mundial da Educação, 24 de janeiro, a Organização das Nações Unidas (ONU) chama a atenção para a evasão escolar e aponta que mais de 600 milhões de crianças em todo o mundo não conseguem atingir níveis mínimos de proficiência em leitura e matemática

Rosa Martins – Vaitcan News

Ouça e compartilhe

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) revelou nesta terça-feira, 23 de janeiro, que mais de 600 milhões de crianças em todo o mundo não conseguem atingir níveis mínimos de proficiência em leitura e matemática, embora dois terços delas frequentem a escola. Para as crianças que não vão à escola, as habilidades básicas em leitura e matemática estão ainda mais distantes.

Com o objetivo de chamar a atenção para o papel da educação na construção da paz e o desenvolvimento, a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) proclamou o Dia Mundial da Educação, a ser celebrado em 24 de janeiro de cada ano.  A igualdade de gênero, a erradicação da pobreza e a justiça social se fundamentam numa educação de qualidade inclusiva, equitativa e oportunidades ao longo da vida para todos.

Mas, de acordo com pesquisas atuais, 258 milhões de crianças e jovens ainda não frequentam a escola; 617 milhões de crianças e adolescentes não sabem ler e fazer contas básicas; menos de 40% das meninas na África Subsaariana completam o ensino médio e cerca de quatro milhões de crianças e jovens refugiados estão fora da escola. O mundo tem assistido a uma grave violação dos direitos humanos.

Os conflitos causam mortes e destruição onde quer que se verifiquem. De acordo com denúncia feita pela Save the Children e UNICEF, até outubro de 2023, cerca de 19 milhões de crianças estavam impedidas de ir à escola no Sudão por causa dos conflitos entre as  Forças de Apoio Rápido e o exército.

“A educação também é fundamental para as crianças que vivem em situações de emergência, pois ajuda a restaurar um senso de normalidade e a superar traumas.”

Sobre as consequências das guerras e suas influências negativas na educação, o UNICEF afirma que nenhum dos 625.000 estudantes em Gaza teve acesso seguro à educação desde 7 de outubro do ano passado. Mais de 370 escolas, ou 75% de todos os prédios escolares, em Gaza, foram danificados ou destruídos, afetando 432.571 alunos (52% meninas) e 16.209 professores. Aproximadamente 90% dos prédios escolares foram usados como abrigos para pessoas deslocadas internamente (IDPs) e sofreram danos, variando em gravidade de leve (128 escolas), moderado (110 escolas), grave (96 escolas) e destruído (8 escolas).

Já na Ucrânia, a guerra afetou gravemente o sistema educacional, com 3.798 instalações escolares danificadas e 365 destruídas. Estima-se que a educação de 5,3 milhões de crianças tenha sido interrompida. Os resultados do Programa de Avaliação Internacional de Alunos 2022 mostram uma lacuna significativa nas habilidades de matemática e leitura em comparação com os países da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico.

DomSegTerQuaQuiSexSab
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23242526272829
30123456
DomSegTerQuaQuiSexSab
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
DomSegTerQuaQuiSexSab
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293012345
DomSegTerQuaQuiSexSab
293012345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
DomSegTerQuaQuiSexSab
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
1
2
3
4

Livros Recentes