A tensão em Gaza não diminui: novos ataques israelenses

  • Home
  • -
  • Notícias
  • -
  • A tensão em Gaza não diminui: novos ataques israelenses
A tensão em Gaza não diminui: novos ataques israelenses
Fonte: VATICANO

A tensão em Gaza não diminui: novos ataques israelenses

A mídia palestina informa que 25 pessoas foram mortas e dezenas ficaram feridas durante os bombardeios israelenses realizados em diferentes áreas da Faixa de Gaza. Os ataques ocorreram poucas horas após o vídeo divulgado pelo Hamas anunciando a morte de dois reféns israelenses, ambos sequestrados em 7 de outubro.

Gianmarco Murroni - Cidade do Vaticano 

Novos bombardeios israelenses na Faixa de Gaza. O fato é relatado pela agência de notícias Wafa, do Hamas, que fala em 25 mortos e dezenas de feridos. A mídia palestina informa que 11 pessoas morreram após ataques aéreos ao assentamento Mirage, ao norte da cidade de Rafah, ao sul; oito pessoas morreram após um ataque perto da sede da Defesa Civil em Khan Yunis, no centro da Faixa; outras quatro vítimas foram atingidas por um ataque ao campo de refugiados de Bureij, também na área central do território palestino; e, na sequência, duas pessoas morreram em um bombardeio no distrito de Tel al-Hawa, na cidade de Gaza. O número de mortos em ataques israelenses na Faixa de Gaza nas últimas 24 semanas é de pelo menos 132, novamente de acordo com fontes palestinas. O número total de vítimas é superior a 24.000, além dos 1.400 israelenses mortos em ataques do Hamas em 7 de outubro.

Morte dos dois reféns

Os ataques em Gaza ocorrem após o vídeo divulgado pelo Hamas anunciando a morte de dois reféns israelenses, ambos sequestrados em 7 de outubro. As imagens divulgadas ontem à noite mostram os corpos sem vida de Yossi Sharabi e Itay Svirsky, os mesmos que anteriormente, em outro vídeo, apareciam vivos ao lado de Noa Argamani, a mulher de 26 anos capturada na rave de Reim que, no novo vídeo, conta como a morte de seus dois companheiros supostamente ocorreu devido a bombardeios israelenses. A jovem explica diante das câmeras do Hamas que o prédio onde eles estavam presos foi atacado pelo exército israelense: "Os soldados palestinos resgataram a mim e a Itay e nos levaram para outro lugar", diz ela, "e Yossi não sobreviveu". Imediatamente depois, ela acrescenta: "No outro local, houve outro ataque aéreo israelense, Itay foi atingido, eu fui ferida na cabeça e em outras partes do corpo. Os dois morreram devido aos ataques do exército: parem com essa loucura e nos levem para casa". O vídeo termina com imagens dos corpos sem vida de Yossi e Itay enrolados em um lençol branco.

Negação por parte de Israel

A resposta de Israel foi imediata. "Negamos formalmente as mentiras do Hamas de que os reféns foram mortos como resultado de nossos ataques", mas "sabemos que atacamos e destruímos a infraestrutura dos terroristas localizada perto de onde eles estavam sendo mantidos". Isso foi afirmado pelo porta-voz do exército israelense, Daniel Hagari, ao comentar o vídeo divulgado pelas Brigadas al-Qassam anunciando a morte dos dois reféns. "Informamos as famílias de nossa profunda preocupação com o destino de Itay Sabirsky e de outro refém. Eles podem estar mortos", acrescentou o porta-voz.

DomSegTerQuaQuiSexSab
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23242526272829
30123456
DomSegTerQuaQuiSexSab
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
DomSegTerQuaQuiSexSab
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293012345
DomSegTerQuaQuiSexSab
293012345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
DomSegTerQuaQuiSexSab
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
1
2
3
4

Livros Recentes