Angelus: Maria é a primeira "catedral" de Deus, o lugar onde Ele e o homem podem se encontrar

  • Home
  • -
  • Notícias
  • -
  • Angelus: Maria é a primeira "catedral" de Deus, o lugar onde Ele e o homem podem se encontrar
Angelus: Maria é a primeira "catedral" de Deus, o lugar onde Ele e o homem podem se encontrar
Fonte: VATICANO

Angelus: Maria é "catedral" de Deus, lugar onde Ele e o homem podem se encontrar

Em sua reflexão durante a oração do Angelus neste primeiro dia do ano, o Papa destacou o silêncio com que Maria acolhe Jesus e, em seguida, recordou o silêncio de tantas mães: "olhemos para Maria e, com o coração agradecido, pensemos e olhemos também para as mães, para aprender aquele amor que é cultivado sobretudo no silêncio."

Thulio Fonseca - Vatican News

O Papa Francisco, junto com milhares de fiéis e peregrinos reunidos na Praça São Pedro, rezou a oração do Angelus no primeiro dia de 2024, solenidade da Santíssima Mãe de Deus, e confiou a proteção de Maria “o novo tempo que nos foi dado”. O Santo Padre, em sua alocução destacou o silêncio de Maria: 

"O silêncio da Mãe é uma bela característica. Não se trata de uma simples ausência de palavras, mas de um silêncio cheio de admiração e de adoração pelas maravilhas que Deus está realizando. Maria - observa São Lucas - guardava todas essas coisas, meditando-as em seu coração (2,19). Dessa forma, ela abre espaço dentro de si para Aquele que nasceu; em silêncio e adoração, ela coloca Jesus no centro e dá testemunho d’Ele como Salvador."

Catedral de silêncio

Francisco afirmou que Maria é Mãe não apenas porque carregou Jesus em seu ventre e o deu à luz, “mas porque o traz à luz, sem ocupar seu lugar”. Ela, continuou o Papa, “permanecerá em silêncio também sob a cruz, na hora mais sombria, e continuará a abrir espaço para Ele e a gerá-Lo para nós”. 

O Pontífice apresentou aos fiéis a citação de um religioso e poeta do século XX, que escreveu: "Virgem, catedral do silêncio”. Para Francisco essa é uma bela imagem, pois “com seu silêncio e sua humildade, Maria se tornou a primeira catedral de Deus, o lugar onde Ele e o homem podem se encontrar”.

“Também nossas mães, com seu cuidado escondido, com seu carinho, muitas vezes são magníficas catedrais do silêncio. Elas nos trazem ao mundo e continuam a nos seguir, muitas vezes sem serem notadas, para que possamos crescer. Lembremo-nos disto: o amor nunca sufoca, o amor abre espaço para o outro e o faz crescer.”

Rejeitar todas as formas de posse, opressão e violência

“Olhemos também para as mães”, enfatizou o Papa, “para aprender aquele amor que é cultivado sobretudo no silêncio, que sabe dar espaço ao outro, respeitando sua dignidade, deixando a liberdade de se expressar, rejeitando todas as formas de posse, opressão e violência. Há tanta necessidade disso hoje!”, sublinhou o Papa, que em seguida, recordou um techo da Mensagem para o Dia Mundial da Paz que também é celebrado hoje:

"A liberdade e a coexistência pacífica são ameaçadas quando os seres humanos cedem à tentação do egoísmo, do interesse próprio, do desejo de lucro e da sede de poder. O amor, por outro lado, é feito de respeito e gentileza: desse modo, ele rompe barreiras e ajuda a viver relações fraternas, a construir sociedades mais justas e humanas, mais pacíficas.”

“Oremos à Mãe de Deus e nossa Mãe”, concluiu o Papa, “para que no novo ano possamos crescer nesse amor gentil, silencioso e discreto que gera vida, e abre caminhos de paz e reconciliação no mundo”.

DomSegTerQuaQuiSexSab
30
1
2
3456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
DomSegTerQuaQuiSexSab
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293012345
DomSegTerQuaQuiSexSab
293012345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
DomSegTerQuaQuiSexSab
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
1
2
3
4

Livros Recentes