Dom Joel Portella Amado é o novo bispo de Petrópolis

  • Home
  • -
  • Notícias
  • -
  • Dom Joel Portella Amado é o novo bispo de Petrópolis
Dom Joel Portella Amado é o novo bispo de Petrópolis
Fonte: VATICANO

Dom Joel Portella Amado é o novo bispo de Petrópolis

Nesta quarta-feira, 32 de dezembro, Dom Joel Portela foi nomeado pelo Papa Francisco como novo bispo de Petrópolis.

Orani João, Cardeal Tempesta, O. Cist. - Arcebispo Metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

A Nunciatura Apostólica no Brasil fez conhecer que, neste dia 31 de janeiro de 2024, o Papa Francisco nomeou como Bispo de Petrópolis (RJ) o Exmo. e Revmo. Sr. Dom Joel Portella Amado, até agora nosso Bispo Auxiliar e Bispo Titular de Carmeiano. Tem como lema episcopal: “Omnibus Omnia propter Evagelium”, ou seja, “Tudo para todos em favor do Evangelho”. Assim testemunha sua vida na alegria do Senhor.

Dom Joel nasceu no Rio de Janeiro (RJ) em 2 de outubro de 1954. Estudou Filosofia no Instituto Aloisiano da Companhia de Jesus e Teologia na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), onde fez Doutorado em Teologia. Cursou ainda a faculdade de Direito na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Foi ordenado presbítero em 12 de outubro de 1982, no Rio de Janeiro, pela imposição das mãos de nosso amado predecessor, o Cardeal Eugenio Araujo Sales. Em 7 de dezembro de 2016, atendendo a nosso pedido, foi designado como bispo auxiliar da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, pelo Papa Francisco, tendo recebido das minhas mãos a ordenação episcopal no dia 28 de janeiro de 2017 na Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro. 

Em nossa Arquidiocese, Dom Joel foi Vigário Geral da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro; Bispo Referencial do Vicariato Episcopal Leopoldina; Bispo Referencial do Economato da Arquidiocese; Bispo Referencial do Tribunal Interdiocesano e de Apelação do Rio de Janeiro; Presidente da Comissão Arquidiocesana para a Tutela de Menores e Pessoas Vulneráveis; Diretor Executivo do Instituto Jornada Mundial da Juventude Rio de Janeiro; Bispo Referencial do Departamento Jurídico da Mitra Arquiepiscopal; Bispo Referencial da União dos Juristas Católicos do Rio de Janeiro. Dom Joel foi Secretário Geral da CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil de 2019 a 2023. Em 2023 foi eleito Presidente da Comissão Episcopal para a Doutrina da Fé da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Dom Joel será o 6º. Bispo de Petrópolis. Iniciará sua missão no sábado, dia 9 de março, às 8:30 horas na Catedral de Petrópolis. A 13 de abril de 1946, pela bula Pastoralis qua urgemur, o Papa Pio XII criou a nova Diocese de Petrópolis, com território desmembrado das dioceses de Niterói e Barra do Piraí, escolhendo Dom Manoel Pedro da Cunha CintraReitor do Seminário Central do Ipiranga e Visitador dos Seminários do Brasil, que chegou a Petrópolis em 25 de abril de 1948. Sob sua inspiração surgiram o Seminário Nossa Senhora do Amor Divino, as Faculdades Católicas Petropolitanas, transformadas em universidade a 20 de dezembro de 1961 e tantas outras realizações que transformaram Petrópolis num centro cultural e religioso conhecido em todo o mundo. Hoje a diocese encontra-se dividida em quatro decanatos e 44 paróquias.

Cinco foram os bispos de Petrópolis: Dom Manoel Pedro da Cunha Cintra (1948-1984); Dom José Fernandes Veloso (1984-1995); Dom José Carlos de Lima Vaz, S.J. (1995-2004); Dom Filippo Santoro (2004-2011) e Dom Gregório Paixão, O.S.B, (2012-2023) que foi nomeado Arcebispo de Fortaleza.

Dom Joel, agora, depois de uma rica experiência como Coordenador Arquidiocesano de Pastoral em nossa Arquidiocese; de vasta docênciana PUC Rio e, também, de um excelente trabalho feito como Secretário Geral da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil); irá servir a querida Diocese de Petrópolis com todo o seu conhecimento teológico, pastoral e bíblico em favor da santificação do Povo de Deus e do Clero petropolitano. Poderá visitar as suas paróquias, comunidades urbanas e comunidades rurais, levando o bom odor de Cristo Bom Pastor. Estando presente nas várias realidades urbanas e rurais da importante Diocese de Petrópolis, Dom Joel poderá fazer acontecer as redes de comunidade para levar adiante a evangelização em nome de Cristo e da Igreja.

Quando terminou seu mandato na Secretaria Geral da CNBB, Dom Joel declarou: “No campo evangelizador, destaque para a travessia do período da pandemia e a necessidade de compreensão do termo ‘comunidades eclesiais missionárias’. No âmbito da gestão, o destaque às transformações trazidas pela Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), às mudanças de gestão internas na Conferência. Sobre o diálogo, ‘foi preciso praticar intensamente a capacidade de diálogo’”. Agora, como Bispo de Petrópolis, ele poderá incrementar ainda mais as comunidades eclesiais missionárias.

A minha palavra para Dom Joel é de gratidão. De nossa parte, agradecendo ao seu precioso trabalho na CNBB e na Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro queremos desejar-lhe as melhores bênçãos para assumir, com tenacidade e ardor missionário, a missão de pastorear o Povo de Deus de Petrópolis que lhe confia o Papa Francisco. Temos certeza que Dom Joel será um Bispo verdadeiramente presente nas realidades de Petrópolis, caminhando em suas paróquias e comunidades e fazendo acontecer, junto de seu presbitério o Reino de Deus na serra fluminense! Que São Sebastião o acompanhe e que São Pedro de Alcantara o inspire na nova missão episcopal de Bispo Diocesano de Petrópolis!

Mensagem de D. Joel à Diocese de Petrópolis

 

"A cada irmão e irmã da querida Diocese de Petrópolis.

Iniciamos hoje um caminhar em comum. Por ele, elevo ação de graças ao Bom Deus, pedindo forças para que eu possa corresponder à missão recebida. Saudando Mons. José Maria Pereira, administrador diocesano, quero, já agora, abraçar cada pessoa que tem sua vida ligada a alguma região da Diocese de Petrópolis.

Saúdo os jovens e as crianças, os adultos e os idosos, os padres, os diáconos, os seminaristas e a vida consagrada nas suas variadas formas. Abraço desde já os alegres e os tristes, os pobres e os abandonados.

Saúdo quem busca e quem constrói a esperança. Saúdo os irmãos e irmãs que, em diálogo ecumênico e inter-religioso, buscam a paz e por ela trabalham. Saúdo os prefeitos e demais autoridades dos municípios que compõem nossa Diocese.

Se deixei de mencionar alguém, peço desculpas. Tenho todos no coração e sei que, desde agora, sou abraçado por vocês. Teremos muitas ocasiões para que o abraço se torne concreto e esta mensagem se torne presença. No momento, porém, peço que, desde já, rezem por mim.

E que, pela intercessão da Virgem Maria, Senhora do Divino Amor, de S. Pedro de Alcântara, S. Sebastião e S. João Bosco, este último hoje celebrado, a bênção de Deus venha sobre cada irmão e irmã."

D. Joel Portella fala à Rádio Catedral

 

A minha palavra é de gratidão.

Ao Bom Deus, que me chamou à vida e me deu a vocação.

Ao Papa Francisco pela confiança, manifestada mais uma vez, agora na nomeação recebida.

À Igreja do Rio de Janeiro, meu berço, minha casa, minha família. Aqui eu nasci, aqui me percebi chamado por Deus, aqui fui acolhido no Seminário e aqui eu recebi os três graus do sacramento da ordem. Gratidão a D. Orani, pela confiança, a amizade e o testemunho. Com D. Orani, gratidão também aos irmãos bispos auxiliares, com quem aprendi ainda mais a viver a fraternidade e a partilha das responsabilidades. Gratidão aos padres e diáconos, à vida consagrada nas suas variadas concretizações, ao laicato carioca, sempre tão disponível, tão corajoso, tão dedicado ao testemunho e ao anúncio do Evangelho.

Gratidão desde já à diocese de Petrópolis, que agora me acolhe para, juntos, caminharmos por onde o Bom Deus nos conduzir. Gratidão ao clero, que, nesses dias, está reunido em formação permanente. É fundamental estarmos juntos, rezando e refletindo sobre os rumos da missão. Gratidão a Mons. José Maria Pereira, administrador diocesano, pelo zelo com que vem conduzindo a diocese. Gratidão à vida consagrada, ao laicato e aos seminaristas.

Mas, eu gostaria de acrescentar um pedido. aquele que eu aprendi com o Papa Francisco: rezem por mim.

Por isso, à arquidiocese do Rio de Janeiro, à diocese de Petrópolis, a cada irmão e irmã que nos ouve agora, eu peço que mantenhamos juntos o compromisso de rezarmos uns pelos outros, vocês por mim e eu por vocês. Insisto que rezem por mim, para que minhas limitações não sejam mais fortes do que a disposição para servir e anunciar o Evangelho.

D. Orani, a arquidiocese do Rio de Janeiro, os irmãos e irmãs cariocas sempre estarão nas minhas orações. O Rio de Janeiro está no meu sangue e no meu coração.

Diocese de Petrópolis, presente de Deus, tão carinhosamente preparado para mim, presente bem maior do que eu mereço, desde quando eu soube da nomeação, vocês já fazem parte das minhas orações.

É muito significativo o fato de, em preparação ao Jubileu, estarmos no Ano da Oração. É bom iniciar uma missão em um tempo assim.

Obrigado e que Deus nos abençoe."

DomSegTerQuaQuiSexSab
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23242526272829
30123456
DomSegTerQuaQuiSexSab
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
DomSegTerQuaQuiSexSab
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293012345
DomSegTerQuaQuiSexSab
293012345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
DomSegTerQuaQuiSexSab
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
1
2
3
4

Livros Recentes