O Papa: 60 anos da tragédia do Vajont, a ganância destrói, a fraternidade constrói

  • Home
  • -
  • Notícias
  • -
  • O Papa: 60 anos da tragédia do Vajont, a ganância destrói, a fraternidade constrói
O Papa: 60 anos da tragédia do Vajont, a ganância destrói, a fraternidade constrói
Fonte: VATICANO

60 anos da tragédia do Vajont, o Papa: a ganância destrói, a fraternidade constrói

É preciso para parar de devastar o meio ambiente com lógicas mortais de ganância e para colaborar fraternalmente no desenvolvimento da vida. Vocês fazem isso preservando a memória e testemunhando como a vida pode ressurgir exatamente ali, onde tudo foi engolido pela morte: disse Francisco esta sexta-feira ao receber no Vaticano uma representação da Diocese de Belluno-Feltre, região italiana do Vêneto, por ocasião dos 60 anos do desastre do Vajon, cujo rompimento da barragem provocou 1910 vítimas

Raimundo de Lima – Vatican News

Vocês, diante da tragédia que pode resultar da exploração do meio ambiente, dão testemunho da necessidade de cuidar da criação. Isso é essencial hoje, quando a casa comum está desmoronando, e o motivo é mais uma vez o mesmo: a ganância pelo lucro, um delírio de ganho e posse que parece fazer com que o homem se sinta onipotente. Mas isso é um grande engano, porque somos criaturas e nossa natureza nos pede que nos movamos no mundo com respeito e cuidado, sem anular, mas valorizando o senso de limite, que não representa uma diminuição, mas a possibilidade de plenitude.

Foi o que disse o Papa ao receber em audiência na manhã desta sexta-feira, 19 de janeiro, na Sala Clementina, no Vaticano, uma representação da Diocese de Belluno-Feltre, na região italiana do Vêneto, por ocasião dos 60 anos do acidente do Vajon, cujo rompimento da barragem provocou 1910 vítimas.

Se há sessenta anos, exatamente em 9 de outubro de 1963, uma onda catastrófica varreu vilarejos e aldeias inteiras, ceifando 1910 vidas, vocês são uma onda de vida. Pois a essa onda de aniquilação e destruição vocês responderam com a coragem da memória e da reconstrução. Penso em todas as gotas silenciosas que formaram essa grande onda de bem: os socorristas, os reconstrutores, os muitos que não se deixaram aprisionar pela dor, mas souberam como começar de novo. Vocês são os artífices e as testemunhas dessas sementes de ressurreição, que podem não aparecer muito nas manchetes, mas são preciosas aos olhos de Deus, o "especialista em recomeçar", Aquele que, de um túmulo de morte, iniciou uma história eterna de vida nova, disse o Santo Padre no início de seu discurso.

O Papa recebe Delegação da Diocese de Belluno-Feltre, no 60º aniversário do desastre do Vajont (Vatican Media)
O Papa recebe Delegação da Diocese de Belluno-Feltre, no 60º aniversário do desastre do Vajont (Vatican Media)

Cuidado com a criação diz respeito ao futuro de todos

Ao refletir sobre o desastre de Vajont, uma coisa chama a atenção: o que causou a tragédia não foram erros no projeto ou na construção da represa, mas o próprio fato de querer construir uma barragem aritificial no lugar errado. E por quê? Em última análise, por colocar a lógica do lucro acima do cuidado com o homem e com o meio ambiente em que ele vive; de modo que, se a onda de esperança de vocês é impulsionada pela fraternidade, a onda que trouxe o desespero foi impulsionada pela ganância. E a ganância destrói, enquanto a fraternidade constrói.

Francisco observou que isso é extremamente atual. "Não me canso de repetir que o cuidado com a criação não é simplesmente um fator ecológico, mas uma questão antropológica: tem a ver com a vida humana, como o Criador a concebeu e a organizou, e diz respeito ao futuro de todos, da sociedade global na qual estamos imersos", frisou.

O Papa destacou ainda que este ano celebramos o oivavo centenário da composição do Cântico das criaturas de São Francisco, Padroeiro da Itália

Precisamos do olhar contemplativo e respeitoso de Francisco

Nessa magnífica laude, o Pobrezinho de Assis chama o sol, a lua, as estrelas, o vento, o fogo e outros elementos de irmãos e irmãs, porque as criaturas fazem parte de uma única "teia viva do bem", amorosamente organizada pelo Senhor para nós.

Precisamos do olhar contemplativo e respeitoso de São Francisco para reconhecer a beleza da criação e saber como dar às coisas a ordem correta, para parar de devastar o meio ambiente com lógicas mortais de ganância e para colaborar fraternalmente no desenvolvimento da vida. Vocês fazem isso preservando a memória e testemunhando como a vida pode ressurgir exatamente ali, onde tudo foi engolido pela morte.

O Pontífice concluiu agradecendo aos presentes a abençoando a todos eles, pedindo que rezem por ele.

O Papa recebe Delegação da Diocese de Belluno-Feltre, no 60º aniversário do desastre do Vajont (Vatican Media)
O Papa recebe Delegação da Diocese de Belluno-Feltre, no 60º aniversário do desastre do Vajont (Vatican Media)
DomSegTerQuaQuiSexSab
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23242526272829
30123456
DomSegTerQuaQuiSexSab
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
DomSegTerQuaQuiSexSab
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293012345
DomSegTerQuaQuiSexSab
293012345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
DomSegTerQuaQuiSexSab
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
1
2
3
4

Livros Recentes