Papa Francisco pede que vençamos a “coisificação” do outro

  • Home
  • -
  • Notícias
  • -
  • Papa Francisco pede que vençamos a “coisificação” do outro
Papa Francisco pede que vençamos a “coisificação” do outro
Fonte: SANTUÁRIO APARECIDA

Na quarta-feira (17), Papa Francisco deu continuidade às catequeses sobre vícios e virtudes. O tema da reflexão durante a Audiência Geral foi dedicado ao vício da luxúriaO Pontífice avaliou que este vício é odioso por dois motivos: o desgaste das relações entre as pessoas e o envolvimento indisciplinado que a sexualidade induz ao ser humano, que reside tanto no corpo quanto na psique, levando a “coisificação” do outro.

“Quantos relacionamentos que começaram da melhor maneira se transformaram em relacionamentos tóxicos, de posse do outro, desprovidos de respeito e de senso de limites? São amores em que faltou a castidade: virtude que não deve ser confundida com a abstinência sexual, mas sim com a vontade de nunca possuir o outro.”

O Santo Padre fez questão de enfatizar que no Cristianismo não há condenação do instinto sexual e, como exemplo, apresentou a exortação de São Paulo presente na primeira Carta aos Coríntios:

“Ouve-se dizer constantemente que se comete, em vosso meio, a luxúria, e uma luxúria tão grave que não se costuma encontrar nem mesmo entre os pagãos” (5,1), a repreensão do Apóstolo diz respeito precisamente a uma gestão pouco saudável da sexualidade por parte de alguns cristãos”.

Em contrapartida, Papa Francisco ofereceu o amor e o apaixonar-se como uma realidade surpreende e que conhecemos no nosso dia a dia, ao escutar uma canção no rádio, nos presentes, nas cartas e poemas entregues a pessoa amada, por exemplo.

“Amar é respeitar o outro, buscar a sua felicidade, cultivar a empatia pelos seus sentimentos, colocar-se no conhecimento de um corpo, de uma psicologia e de uma alma que não são os nossos, e que devem ser contemplados pela beleza de que são portadores. Amar é belo!”

Por fim, o Papa destacou que o prêmio desta batalha é o mais importante de todos, porque consiste em preservar aquela beleza que Deus escreveu na sua criação quando imaginou o amor entre o homem e a mulher:

 “Construir juntos uma história é melhor do que correr atrás de aventuras, cultivar ternura é melhor do que se curvar ao demônio da posse, o verdadeiro amor não possui, se doa, servir é melhor do que conquistar. Porque se não há amor, a vida é uma triste solidão”.

:: Papa: “só o amor nos sacia verdadeiramente”

Fonte: Vatican News

DomSegTerQuaQuiSexSab
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19202122
23242526272829
30123456
DomSegTerQuaQuiSexSab
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
DomSegTerQuaQuiSexSab
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293012345
DomSegTerQuaQuiSexSab
293012345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
DomSegTerQuaQuiSexSab
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
1
2
3
4

Livros Recentes