Seja um voluntário na Missão do Barco Hospital Laguna Negra na Amazônia

  • Home
  • -
  • Notícias
  • -
  • Seja um voluntário na Missão do Barco Hospital Laguna Negra na Amazônia
Seja um voluntário na Missão do Barco Hospital Laguna Negra na Amazônia
Fonte: SANTUÁRIO APARECIDA

Estão abertas as inscrições para profissionais da saúde atuarem no Barco Hospital Laguna Negra 2024, a missão que acontecerá de maio a julho é uma parceria entre a Comunidade Epifania, a Arquidiocese de Vitória e a Prelazia de Lábrea.

O Barco Hospital foi desenvolvido desde 2007 pela Comunidade Epifania e atende comunidades ribeirinhas e aldeias indígenas.

O projeto precisa de profissionais de saúde voluntários para atuarem na região e os requisitos são ter disponibilidade e formação em uma das especialidades necessárias: médicos, dentistas, enfermeiros, técnicos em enfermagem, técnicos em saúde bucal e outros. Leia MaisMissão Jovem na Amazônia desperta o ardor missionário

De acordo com Eliana Machado, missionária da Comunidade Epifania, a comunidade organiza a coordenação da missão com apoio da Arquidiocese de Vitória e da Prelazia de Lábrea, por meio do Projeto Igreja-irmã, que realiza coletas para manutenção da viagem, com combustível e alimentação, mas a principal doação é de medicamentos.

"No ano de 2023, realizamos aproximadamente 6 mil atendimentos à população ribeirinha e comunidades indígenas. Além de visitas missionárias, atividades pastorais e Celebrações Eucarísticas. Nosso desejo é sempre levar esperança, caridade e amor aos nossos irmãos e irmãs da nossa Igreja-irmã de Lábrea. Todos os anos contamos com os voluntários da saúde que fazem essa missão junto com a Igreja".

Os interessados em se voluntariar devem estar capacitados a exercer as funções designadas e se inscrever até o dia 31 de janeiro, no site epifania.org.br.

epi
epi


Missão do Barco Hospital Laguna Negra

Em 2007 a Comunidade Epifania iniciou uma missão na Prelazia de Lábrea com envio de quatro missionárias consagradas para auxílio na formação pastoral na Paróquia São João Batista no Município de Canutama.

Durante a missão, o trabalho com a população ribeirinha tornou-se um desafio em meio à realidade precária das necessidades básicas humanas destes povos. Doris Pereira de Almeida, fundadora da Comunidade, sentiu uma inspiração para iniciar um trabalho direcionado especificamente à população carente por meio de um Barco-Hospital que percorreria a calha do Rio Purus com a finalidade de levar atendimento médico e odontológico a essa comunidade.

A situação da saúde no local é alarmante. As sedes dos municípios dispõem de pequenos hospitais, que funcionam sem nenhuma estrutura. É fácil presenciar pessoas morrendo devido à picada de cobra por falta de soro antiofídico nos hospitais da região. As doenças tropicais, muito comuns nas enchentes e vazantes, fazem verdadeiros estragos, principalmente com as crianças.

Fonte: Epifania.org , Vatican News

DomSegTerQuaQuiSexSab
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18192021222324
25262728293031
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293012345
DomSegTerQuaQuiSexSab
293012345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
DomSegTerQuaQuiSexSab
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
1
2
3
4