Papa envia carta ao presidente do Fórum Econômico Mundial

  • Home
  • -
  • Notícias
  • -
  • Papa envia carta ao presidente do Fórum Econômico Mundial
Papa envia carta ao presidente do Fórum Econômico Mundial
Fonte: SANTUÁRIO APARECIDA

Papa Francisco colaborou com a 54ª edição Fórum Econômico Mundial, enviando uma mensagem ao fundador e presidente executivo do fórum, Klaus Schwab. O evento teve início nesta terça-feira (16), em Davos, na Suíça e conta com a participação de presidentes e representantes de organizações internacionais de 120 países.

Na mensagem, o pontífice lembrou da “responsabilidade moral” de seu papel na luta contra a pobreza, no “desenvolvimento integral de todos os irmãos e irmãs”, e na “busca da coexistência pacífica entre os povos”.

O texto foi lido pelo cardeal ganês Peter Appiah Turkson, presidente das Pontifícias Academias das Ciências e das Ciências Sociais, durante os trabalhos. Leia MaisPapa pede orações por países que sofrem com conflitos

A mensagem explica que estamos acompanhando o crescimento de "um mundo cada vez mais dilacerado, no qual milhões de pessoas, cujos rostos são, em sua maioria, desconhecidos, continuam sofrendo, sobretudo pelos efeitos de conflitos prolongados e de guerras".

“Como é possível que no mundo de hoje as pessoas ainda passem fome, são exploradas, condenadas ao analfabetismo, não têm atendimento médico básico e nem moradia?”

O Santo Padre voltou a falar sobre a reflexão que fez junto ao Corpo Diplomático, na audiência do dia 9 de janeiro, quando falou sobre aqueles que sofrem com as guerras, já que "as guerras modernas já não ocorrem apenas em campos de batalha bem definidos, nem envolvem apenas soldados".

A esperança e o apelo do Papa para este encontro é que os presentes possam discutir a "necessidade urgente de promover a coesão social, a fraternidade e a reconciliação entre grupos, comunidades e Estados, a fim de enfrentar os desafios que temos pela frente".

Papa Francisco refletiu sobre o desafio de se alcançar a paz, a paz pela qual os povos anseiam que “só pode ser fruto da justiça”, e que para alcançá-la não é suficiente só “deixar de lado os instrumentos da guerra”, mas também enfrentar injustiças, como, por exemplo, fome, desigualdade social, escravidão, desmatamento, exploração dos recursos naturais, e tantos outros problemas pelos quais devemos lutar.

Ele ainda pediu para a nova geração "retomar as lutas e conquistas das gerações passadas, almejando cada vez mais alto, porque a bondade, o amor, a justiça e a solidariedade não se alcançam de uma vez por todas, mas devem ser realizadas todos os dias".

DomSegTerQuaQuiSexSab
26
27
28
29
30
31
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23242526272829
30123456
DomSegTerQuaQuiSexSab
30123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
DomSegTerQuaQuiSexSab
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293012345
DomSegTerQuaQuiSexSab
293012345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
DomSegTerQuaQuiSexSab
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
1
2
3
4

Livros Recentes