Papa: não nos esqueçamos da Ucrânia, de Israel e da Palestina, rezemos pela paz

  • Home
  • -
  • Notícias
  • -
  • Papa: não nos esqueçamos da Ucrânia, de Israel e da Palestina, rezemos pela paz
Papa: não nos esqueçamos da Ucrânia, de Israel e da Palestina, rezemos pela paz
Fonte: VATICANO

Papa: não nos esqueçamos da Ucrânia, de Israel e da Palestina, rezemos pela paz

No final do Angelus, Francisco dirigiu seu pensamento aos países em guerra e exortou todos os fiéis a serem "construtores da paz em todos os dias do novo ano". Gratidão do Pontífice pelas numerosas iniciativas realizadas entre ontem e hoje para o 57º Dia Mundial da Paz, em particular o evento organizado pela Comunidade Santo Egídio e a Marcha pela Paz em Gorizia, Itália.

Vatican News

"Por favor, não nos esqueçamos da Ucrânia, da Palestina e de Israel, que estão em guerra. Rezemos para que venha a paz".

Mais uma vez, neste primeiro dia do ano, o Papa Francisco expressou sua angústia e pediu aos fiéis que rezassem pelos países afligidos pela guerra, onde os ataques com mísseis continuam sem cessar e o número de vítimas aumenta. O Pontífice pediu orações pela paz - no 57º Dia Mundial dedicado a essa causa - no final do Angelus na Praça São Pedro, onde também estavam presentes os participantes do evento "Paz em todas as terras", organizado pela Comunidade Santo Egídio em Roma e em outras cidades do mundo. Uma iniciativa através da qual os membros da Comunidade querem lembrar todas as terras do Norte e do Sul do mundo que esperam o fim da guerra e do terrorismo, incluindo muitas partes da África, do Sahel a Moçambique. Para lembrar esses países, os participantes do evento exibiram cartazes e bandeiras na praça vaticana.

Agradecimento pelas iniciativas realizadas em todo o mundo

Em suas saudações após o Angelus, o Papa Francisco também mencionou o Movimento Europeu de Ação Não-Violenta (MEAN), um projeto para a promoção da paz e assistência humanitária na Ucrânia, e recordou com gratidão "as inúmeras iniciativas de oração e compromisso pela paz que ocorrem neste dia em todos os continentes, promovidas pelas comunidades eclesiais". Em particular, o Pontífice citou a Marcha nacional que aconteceu na noite de 31 de dezembro, em Gorizia, Itália, presidida pelo arcebispo Carlo Roberto Maria Redaelli.

Compromisso pela paz

Por fim, voltando-se mais uma vez para Maria, o Papa pediu que "com a sua materna intercessão", a Mãe de Deus sustente "a intenção e o compromisso de sermos pacificadores todos os dias":

"Todos os dias também do novo ano, todos os dias, pacificadores, portadores da paz."

DomSegTerQuaQuiSexSab
30
1
2
3456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
DomSegTerQuaQuiSexSab
28293031123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293012345
DomSegTerQuaQuiSexSab
293012345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829303112
DomSegTerQuaQuiSexSab
272829303112
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
DomSegTerQuaQuiSexSab
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031
1
2
3
4

Livros Recentes